Arquivo - Categoria: Sem categoria

Como agem os ricos chineses

Em meio ao atual cen√°rio econ√īmico chin√™s,¬†sobre o qual h√° poucas certezas, dois ve√≠culos estrangeiros publicaram nos √ļltimos dias reportagens detalhadas sobre o impressionante mundo da riqueza na China. A ag√™ncia “Bloomberg” contou a hist√≥ria da chamada “segunda gera√ß√£o de ricos”, jovens que se apoiam no dinheiro dos pais para viver ‚Äďconstruindo seus pr√≥prios neg√≥cios(…)

As v√°rias vers√Ķes do presidente chin√™s

Quem √© o poderoso presidente Xi Jinping, que comanda firmemente a China desde 2013? Podemos achar duas respostas distintas em dois v√≠deos curtos, feitos para “apresentar” o l√≠der chin√™s por ocasi√£o da visita como chefe de Estado feita a Washington, nos √ļltimos dias. O primeiro e mais curioso foi publicado pelo ve√≠culo oficial chin√™s “People’s(…)

Mundial de Pequim: céu de brigadeiro não ajudou brasileiros

O Mundial de atletismo de Pequim come√ßou, neste s√°bado (22), com um incr√≠vel c√©u azul e baixos n√≠veis de polui√ß√£o. Durante nove dias, 1.936¬†atletas representando¬†207 pa√≠ses v√£o competir no est√°dio Ninho de P√°ssaro, na capital chinesa. Da parte do Brasil, s√£o 58 atletas inscritos. Para os brasileiros, o primeiro dia de competi√ß√£o n√£o foi excelente.(…)

Olimpíadas x Direitos humanos: quem leva?

A elei√ß√£o da cidade-sede das Olimp√≠adas de Inverno de 2022 ser√° nesta sexta-feira (31), na Mal√°sia. A disputa est√° entre Pequim e Almaty (no Cazaquist√£o). Nos √ļltimos meses, a¬†imprensa chinesa n√£o cansou de propagandear os planos, os investimentos e as promessas para os eventuais jogos de 2022. Promessas at√© inusitadas: o c√©u da capital, geralmente(…)

Apaga o cigarro? Xiexie!

Como pedir, educadamente, para o chin√™s apagar o cigarro que te incomoda em um espa√ßo p√ļblico fechado? Em Pequim, pelo menos, pode n√£o ser t√£o complicado quanto parece. A ideia, lan√ßada em uma rede social no m√™s passado, √© que simples gestos bastem: uma palma estendida (“n√£o”), um “T” com as duas m√£os (“pare”) ou(…)

Não basta lei contra violência doméstica

Volto ao tema da viol√™ncia dom√©stica com uma conversa com¬†Julie Broussard, gente de programas da ONU Mulheres China. Falamos sobre a proposta de lei¬†apresentada pelo governo chin√™s no final do m√™s passado. Broussard diz que diversas institui√ß√Ķes se engajaram por mais de uma d√©cada¬†em favor de uma proposta como essa. Avalia que o texto tem(…)